A ausência pode ser resolvida por um simples ato: presença de qualidade


Você sabia que a qualidade do tempo que você passa com quem ama é mais relevante do que a quantidade? Pois é. Essa boa notícia foi concretizada por uma pesquisa canadense que, após entrevistar mais de 6 mil famílias, relatou que a qualidade do tempo é mais determinante na construção de boas relações do que a quantidade do tempo em si.

Esse é um desafio presente em muitas famílias, mas, a verdade é que a culpa por estar ausente é um sentimento que se desdobra em ainda mais culpa, mais estresse e pode trazer a ideia equivocada de que é necessário compensar com o que não vai preencher o espaço vazio da falta.


Portanto, separamos algumas questões para você refletir quando o sentimento de culpa bater:


1. O motivo pelo qual você está ausente vale a pena para você?

Questionar se você realmente precisa estar longe é o primeiro passo para amenizar a culpa. Muitas vezes o trabalho exige mais entrega e envolvimento do que você gostaria, mas é o meio pelo qual são conquistados os recursos necessários para realizar desejos, sonhos, oferecer uma boa qualidade de vida e formação para os filhos ou até mesmo investir no próprio desenvolvimento.


2. Esse é um sacrifício realmente necessário?

Busque uma visão ampla do contexto, assim você terá mais clareza para enxergar quando os sacrifícios são necessários visando um bem maior. A visão embaçada pela culpa pode distorcer um pouco a realidade e fazer com que você chegue a conclusões equivocadas sobre suas escolhas.


3. Você se permite ser reconhecido?

A frustração por não ser reconhecido é um sentimento que afeta muita gente no trabalho e nas relações interpessoais. Mas lembre-se que existem diversas maneiras de expressar sentimentos. Pode ser que ele não venha embalado com um belo laço e um lindo cartão escrito à mão. Mas pode vir por meio de um sorriso, um gesto, um olhar ou até mesmo uma crítica construtiva.


4. Você tem consciência de que tudo isso valerá a pena um dia?

Ter maturidade para pensar a longo prazo e persistir até quando o desânimo parece ser o sentimento mais forte pode ser a chave para ver seus sonhos serem construídos de maneira sólida.


5. Você está pronto para estar presente no aqui e agora?

Escolha momentos que você consiga estar de fato presente onde estiver. Viver o aqui e o agora é essencial para desfrutar os momentos genuinamente e ter uma presença de qualidade.


6. Lembre-se de você e de viver com qualidade.

Lembre-se que você também merece ter o seu tempo de qualidade sozinha, e, por mais que isso pareça uma realidade distante, você pode tirar alguns minutos do dia para fazer algo que renove as suas energias e te auxilie na jornada do autoconhecimento. Por fim, lembre-se que ter momentos de qualidade faz valer a pena o sacrifício de se ausentar, e, quando o peso da balança estiver desequilibrado, escolha aquilo que te faz bem!

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo